—Senioridade

Lifestyle, Travel

Uma imagem tem sua sonoridade, sua particularidade em si.
Este é um registro que fiz no Porto, há algum tempo, estava almoçando em uma esplanada com um grande amigo, @eudes_watercolor e enquanto aguardávamos o almoço, notei este senhor com ar de cansado e pensativo, me trouxe um pensamento de toda uma vida que ele viveu, aventuras e andanças, vividos de muitas manhãs e outras noites, talvez perdido entre o tempo que teve e o que ainda tem.

E sua jornada que segue.

Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido. — Fernando Pessoa


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *